Editorial

Sociedade e Mundo

# "I Want to Die for Mother India"
Constantino Xavier

Onde Estão as Pessoas de Bem?
Joana Ribeiro

Ciências Sociais

# O Sagrado: Experiências de Laboratório
Idalina Correia

Atitudes em Relação à Religião em Portugal no Início do Século XIX
Ana Mouta Faria

Arquitectura e Design

# Design Consagração Evolução
Gonçalo Prudêncio

Ponte Ciclável em Lisboa
Impromptu Arquitectos

Arte e Entretenimento

# A Louca, o Médico, os Discípulos e o Diabo
Susana Chicó

Anna Halprin e o seu Contributo para a
Dança Pós-Moderna
Sara Anjo

Espaço Criação

# Soji-Ji
Sónia Galiza

Test Video
Carlos Godinho

Concurso Internacional para uma Nova Passagem Pedonal e Ciclovia Sobre a 2ª Circular em Lisboa, Portugal - 3º Prémio
Impromptu Arquitectos

RESUMO DO PROJECTO

A proposta pretende ser um objecto icónico que pousa delicadamente sobre a congestionada estrada da 2ª Circular. Baseada na forma do número “oito”, com um arranjo assimétrico, combina num objecto único, simples e contínuo, as três principais componentes de uma ponte: a plataforma, duas rampas de acesso e um arco suspensão. A geometria da ponte é em si uma experiência visual dinâmica, oferecendo uma rica diversidade de formas que variam dependendo do local de abordagem, não só pelos pedestres e ciclistas como também pelos condutores que circulam por baixo.

Estruturalmente, a proposta baseia-se num simples sistema de plataforma suportada por um arco. Para além das forças gravíticas, a geometria da ponte induz torções e uma flexão desviada nos dois eixos da secção. Para responder a esta combinação de forças, tanto o tabuleiro da ponte como o perfil a funcionar como arco, são constituídos por uma caixa em aço de secção rectangular.

A selecção de materiais é feita com base na durabilidade e pouca manutenção. A estrutura de todo o objecto é feita de ferro, sendo que sobre o elemento a funcionar como tabuleiro, é aplicado o material de pavimento idêntico ao utilizado nas ciclovias adjacentes, para enfatizar a continuidade das vias sobre a ponte. Os parapeitos são compostos por tubulares finos de aço inoxidável, espaçados de 170mm e cobertos por um perfil de secção rectangular no mesmo material.

O projecto incorpora um sistema de iluminação sustentável. São utilizadas fontes de luz de baixo consumo, como LED's, de maneira a criar uma luz uniforme e difusa na parte inferior da ponte, acentuando a própria geometria, sem causar poluição ou encadeamento dos condutores. Para a via pedestre, a luz será pontual e ao longo do corrimão, ajudando a criar um guia orientador para os utilizadores. O esquema eléctrico é suportado por um sistema integrado fotovoltaico instalado no topo do arco, com orientação a Sul.

EQUIPA

Arquitectura - Impromptu Architects + Selahattin Tuysuz Architecture

Membros:
Nuno Rosado
Adriana Rosado
Tiago Branco Sampaio
Selahattin Tuysuz

Engenheiros Serviços – AfaConsult
Membros:
Carlos Quinaz and Edgar Alves Ribeiro (Estrutura)
Raúl Serafim (Parte Eléctrica e Iluminação)
Paulo Silva (Hidráulica)
Maria de Luz Santiago (Segurança)

PROMOTORES
Fundação Galp Energia & ExperimentaDesign

 

 

Share |


© PROJECTO10 - 2010 . PROJECTO10 - Revista Digital Temática - 10 Números 10 Temas.